terça-feira, 8 de abril de 2008

Cotas.

Estava conversando com uma amiga e ela brincou perguntando se não havia cotas para pessoas rosa.
Talvez devessem criar cotas para pessoas rosa sim!
As pessoas rosadas sempre foram discriminadas pelos seus colegas, chamadas de "porquinho" o que as levou a não conseguirem se concentrar apropriadamente nos estudos.
Elas acabaram não podendo fazer os trabalhos de campo por causa do sol.
Acostumadas com atividades de sombra, se tornaram frágeis, enquanto pessoas não rosadas podiam fazer todo tipo de atividade, ignorando o sol e se tornando mais resistentes.
Enquanto as pessoas rosadas acabam com esta desvantagem, as outras pessoas não são penalizadas de forma contrária.
Ora, se quem não é rosado pode ocupar todo tipo de profissão, nada mais justo que deixar as profissões "de sombra" (em geral mais intelectualizadas) para os rosados, não?
E para facilitar que eles ocupem tais cargos podemos criar cotas para rosados entrarem nas faculdades.
Deveria existir cota para pessoas sedentárias. Ora, todos sabemos que não se exercitar pode muit bem levar a um quadro depressivo. Desde quando alguém com depressão consegue estudar ou se prestar a adquirir conhecimentos novos? Cota neles!
Cotas para mulheres! Muito tiveram que ser donas de casa, muito foram proibidas de estudar, criticadas por estudar, criticadas por trabalhar, etc. Além do fato de existirem pesquisas de que mulheres recebem menos que homens. Neste caso, pelo jeito, ainda não chegou no estágio de pagar dívida social. Ainda está no estágio de explorar mais um pouquinho antes de dizer "O que fizemos não foi legal, vamos compensar". Cota pra elas daqui uns bons anos então!
Cotas para quem teve deficiência visual ou auditiva na infância. Por um bom tempo não conseguiam ler/ouvir o que era passado em aula. E mais! Os deficientes visuais por muito tempo eram ridicularizados ao serem chamados de "quatro olhos". Com a auto-estima destruída certamente são incapazes de competir com aqueles em forma com sua auto-estima. Cota neles!
O mesmo vale para gordinhos, muito ridicularizados e discriminados! Cota pra quem está acima do peso!
Cota pra feios, que, atualmente, são muito mais discriminados do que "pessoas de cor" (terminho bagacero). Feios não conseguem empregos de lidar com o público e, em caso de empate, o bonito é sempre preferido.
Cota para descendentes de Alemão. Muito discriminados na primeira e segunda guerras.
Cota para descendentes de Italiano, malditos espiões de Mussolini.
Cota para descendentes de Japonês. Sempre tivemos a dúvida se eles não estavam aqui para coordenar um bombardeio a algum porto na Bahia.
Cota para descendentes de Russo. Queriam nos bombardear, ainda bem que os EUA nos protegeram.
Cota para Norte-Americanos, malditos imperialistas com seu capitalismo selvagem que nos negamos a abrir mão.
Cota para os povos que não existiam na antiguidade, com muito menos passado, cultura ou evolução (ou não).
Cota para quem convive com periculosidade no emprego ou moradia, afinal o perigo não os deixa se dedicaram aos estudos.
Cotas para os que correm risco de contaminação, né?
Cota para quem não possui ADSL, afinal esperar até meia noite para conectar e ter uma conexão lenta atrasa os estudos e pesquisas.
Pra quem sequer tem computador em casa nem se fala.
Cota pros corajosos que assistem televisão aberta no domingo, todos sabemos como este tipo de programação destrói neurônios.
Assim como decorar estas músicas idiotas que são modinha. Adeus para "o pouco que sobrou" de neurônios.
Cota para alcoolistas. Quando não estão bebados estão bebendo. Quando não fazem nenhum dos dois estão de ressaca. Difícil estudar assim.
Cota para quem usa maconha, que fica retardado.
Cota para quem tem algum alejamento (exceto se perdeu apenas um dedo, neste caso ganha a presidência por oito anos ao invés de cota).
Cota para quem fala ou escreve algo errado, pois é muito ridicularizado pelos outros.
Cota para quem já fez algum curso superior, afinal já perderam tempo com estudos.
Cota dupla para quem faz psicologia, afinal todos problemas são facilmente resolvidos "colocando no cú" de quem faz psicologia ou é psicólogo.
Cota pra que tem tendinite ou burcite, que impede de fazerem muito esforço (escrever é esforço!).
Cota pra mim, afinal estou deixando de estudar para escrever mais um texto aqui.
Não vou nem entrar no mérito do racismo e ofensa que é dar cota, afinal não acredito que alguém aqui seja burro (cota para quem é burro!).
Tãopouco vou entrar no assunto de capacitação ou discriminação do profissional que cursou faculdade graças a cota.
Eu não, todo mundo já fala isso. Repetição enjoa (cota para enjoados!).
Minha opinião sobre cotas? Hummm. Cotas para quem não a percebeu ainda, pois são os maiores merecedores!





Postado por Ricardo Ceratti.

3 comentários:

Caio Ceratt disse...

Eu poderia usar umas quatro ou cinco opções de cotas citadas no texto. Faltou a cota para prostitutas. Afinal, trabalhar durante a noite e estudar de dia não é fácil.

The Drunken Scientist disse...

Éeeeeeh! eouhaouheouahea
Da p pensar em cota p todo tipo de acontecimento/atividade/jeito/personalidade/etc euhaouheouheouahouhea
Eu tbm posso usar um bocado dakelas cotas! euhaouheouah

disse...

ADOREI!!

Adeus para "o pouco que sobrou" de neurônios.


foi a melhor parte...ehuheuehue

ta...não foi...
o post ra todo perfeito!!!

bjus