domingo, 27 de abril de 2008

Auto-mentira.

Temos um dom incrível! A capacidade de mentirmos para nós mesmos e de acreditar em nossas próprias mentiras.
Quando estamos nervosos para fazer algo nos dizemos milhões de motivos para não fazer. Se não fazemos nos reconfortamos dizendo "nem daria certo mesmo".
Quando não nos esforçamos direito em algo importante nos convencemos que aquele foi nosso melhor.
Quando terminamos um namoro nos dizemos "ela/ele não me merecia", mesmo que no dia anterior tivéssemos pensado justamente o oposto.
Se tomamos um fora ou a culpa é da pessoa que não sabe escolher ou foi algum tipo de preconceito (só por eu ser cabeludo...).
Se não somos contratados é a mesma coisa.
Se nos atrasamos a culpa é do trânsito.
Queimamos a comida? Fogão bem desregulado.
Engordou? Maldito refrigerante que não era diet que tomei naquela churrascada.
Não foi bem na prova? Professor sacana!
Errou algo no trabalho? Maldita guria que não parava de falar.
É ou não é? Ou seria "São ou não são"?
De uma forma ou de outra damos um jeito de reduzir ou zerar nossas responsabilidades pelo fracasso de todo tipo de acontecimentos.
E acreditamos!
E até conseguimos convencer os outros!
O melhor mentiroso é aquele que acredita em suas próprias mentiras.




Postado por Ricardo Ceratti.

Um comentário:

Caio C. disse...

Programação Neuro-Lingüística no cotidiano. E viva a auto-sabotagem. ^^