quarta-feira, 22 de abril de 2009

Cerveja e festa, o segredo do brasileiro feliz.

Ainda sobre propaganda.
Esses dias eu estava trocando canais e me deparei com uma propaganda da havaianas.
A cena é mais ou menos assim:
Num bar um ator está numa roda de música com outras pessoas. Pagode, samba, não sei ao certo.
Eis que uma moça chega e os dá um sermão. Diz coisas como "como pode, em plena crise mundial e vocês aí, cantando!".
Então alguém fala algo concordando com ela, mas o que é dito lembra uma música e todos esquecem o que estava sendo falado e se emocionam cantando novamente.
Bem, essa propaganda passa muito bem a mentalidade brasileira de "adaptação". De, ao invés de lidar com a realidade, de buscar soluções, de lutar por algo melhor, preferem ficar bebendo cerveja e cantando.
Claro, por um lado realmente seria estúpido as pessoas abandonarem seus lazeres para se preocuparem desnecessariamente com algo que esteja fora de seu alcance. Mas tamanha a despreocupação.
Acredito que a propaganda faça muito sucesso no exterior e melhore bastante o turismo brasileiro, uma vez que é a imagem que os gringos possuem de nosso povo: um povo que está sempre feliz e festejando não importa a merda em que estejam.
Somando a isso, lembrei-me que vi "Olga" neste final de semana. Durante o filme, ocorrendo perseguições política e com todos motivos para preocupação (como a iminência da segunda guerra mundial), a personagem olha pela janela e vê o povo fantasiado festejando o carnaval, como se nada estivesse acontecendo.
Nisso minha namorada comenta "bem Brasil mesmo" e eu retruco que "a melhor época para dar um golpe ou algo assim no Brasil é em fevereiro que o povão nem liga, afinal, tem carnaval".
Me indago o porquê do país não ir pra frente...




Postado por Ricardo Ceratti.