segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Mudanças?

Hoje recuperei meu ICQ antigo. Antigo pra valer, da época que ninguém sabia o que era MSN, meu início na psicologia. Acredito que uns bons quatro anos sem ser utilizado.
Me abismou ver a diferença de pensamento, de vida.
Na minha lista haviam exatas DEZ pessoas. Hoje em dia eu me espanto que, na minha lista de quase meio milhar de pessoas, somando quem eu realmente falo e quem eu falo com alguma freqüência, chega em torno de dez pessoas. É, talvez não tenha mudado tanto assim no final das contas.
Minha visão da sociedade era bem fatalista na época. Algo como "que morram todos". Agora não precisam morrer todos, basta que não me atrapalhem... muito.
Resta a dúvida cruel: qual dos dois Ricardos é mais autêntico? Mais sincero?
Em alguns momentos essa mudança que me abismou não parece ser tanto "mudança". Talvez mais uma adaptação, um acomodamento, uma resignação.
Sobrevive o melhor adaptado.
Esquecemos que a adaptação muitas vezes tem seu preço, nem sempre aceitável...




Postado por Ricardo Ceratti.

3 comentários:

Gabe disse...

Minha visão da sociedade era bem fatalista na época. Algo como "que morram todos". Agora não precisam morrer todos, basta que não me atrapalhem... muito.


ahhhh, pois é!!!
concordo. se bem que às vezes da vontade de matar todo mundo :)

Caio C. disse...

Acrescento que não basta querer a mudança. Tem que saber como ela funciona.

E alguns ainda acham que algumas coisas acontecem no modo randômico.

Tsc tsc.

Aliás, falando nisso... Você mudou sim.

Marcellus Araújo disse...

Este é um comentário-resposta, e serve para dar reciprocidade às suas palavras em meu blog. Contato já estabelecido, gostaria de saber no que emprega a correção para "divagar" em meu texto...? Li-o novamente e não detectei tal erro. Comunique-se. Obrigado.