domingo, 25 de outubro de 2009

Nós e Eles.

Os abutres não tem nada melhor para fazer.
Não incomodam-se com o calor escaldante, o sol cegante, o cheiro de queimado.
Estão por ver o que acontece.
Estão por ver desgraça.
Para ver o cirgo pegar fogo (às vezes, literalmente).
E nós, valorosos cidadões trabalhadores, com nosso tempo corrido, obrigações e horas marcadas, julgamos que nossa pressa é mais importante.
Mais importante que a pressa alheia. Que a saúde alheia. Que a vida alheia.
Vivemos a achar que nossas tarefas e rotina são muito mais urgentes do que qualquer acontecimento que venha a cruzar nosso caminho. Que os imprevistos.




Postado por Ricardo Ceratti.