quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

2009.

2009 foi um ano conturbado: brigas, depressão, morte, doença, barracos, processo, correria, insegurança, medos, prejuízos...
2009 foi um ano agradável: Formatura, lucros, namoro, amizades, revitalização, momentos divertidos, conhecer coisas novas, reacendimento da paixão profissional, motivação para todas empreitadas que me ocorressem, felicidade enfim...
2009 foi um ano intenso: Sejam de momentos bons, momentos maus, momentos onde precisei lembrar de respirar... aliás, momentos onde o que havia de melhor era parar dois minutos para apenas respirar.
Não existiu muito espaço pro velho conhecido "Tédio" neste ano. Quando passava um acontecimento logo vinha outro. Ou vinham ao mesmo tempo. Especialmente acontecimentos azarados, que amam bater à minha porta de bando. Enfim, quando eu finalmente conseguia subir à superfície para dar uma respirada, uma tempestade me atingia.
Neste ano bizarro consegui um estágio improvável e pelo qual fiquei muito grato, apesar de ter me rendido muita dor de cabeça.
Consegui um segundo estágio, quase tão improvável quanto o primeiro, que logo se mostrou uma armadilha.
Só após conseguir ambos que pude pensar "agora estou tranqüilo". A primeira vez que pensei isso no ano, porém não foi a última vez que acabei por me enganar com tal frase.
Consegui terminar meu Trabalho de Conclusão, e de uma forma infinitamente melhor do que eu imaginava que conseguiria. Uma coisa que deveria ter vindo antes na minha vida acadêmica, pois jamais imaginei que teria tanto prazer em fazer um trabalho gigantesco. Mas tive, e fiquei querendo mais. Sim, eu, sim, mais.
Terminando, adivinha? Pensei "agora estou tranqüilo".
É... ou não.
Férias sem descanso, me sentia como na música do Simon e Garfunkel: "In restless dreams I walk alone". Uma indefinição que não me permitia aproveitar o tempo que tinha nas mãos. Ora, que sequer me permitia descansar nos meus sonos.
Enfim, consegui a tão esperada troca de estágio. "Foi fácil demais, DEVE ser 'cilada'", pensei. Ora, se não é o bom e velho 2009 me pregando mais uma peça? Foi a melhor supresa em termos de estágio! Foram apenas quatro meses, errei bastante, houveram percalços e desacertos, ainda assim me apaixonei pela escola e pelo serviço prestado. Ora, pelo visto achei outra coisa que eu gostaria de fazer!
Então veio a burocracia, minha velha inimiga. Nada servia, nada entrava no sistema, tudo demorava para sair certificado, tudo foi uma dificuldade. Tudo foi uma dificuldade até que forças maiores desejaram que tudo fosse facilidade. É a única explicação que me parece plausível. Enfim, forças burocráticas com quem sempre lutei, obrigado por esse presente de natal adiantado. O gás que eu tinha para queimar já tinha há muito tempo sido queimado além de sua capacidade.
Aliás, 2009 queimou além de sua capacidade em quase todos os sentidos. Overburn é o termo, certo?
Tive que lutar com meus problemas e encarar meus erros e minhas limitações. Tive que transformar ar em paciência, água em compreensão, até o arroz de todo dia foi forçado a virar uma coisa que aprendi ser muito importante: diplomacia. E agora procuro comer "diplomacia" todo dia no almoço.
Aguentar idas e voltas. Sejam figurativas ou não.
Aprendi o que significa cautela. Mas bem pouquinho.
Aprendi que ansiedade e nervosismo só atrapalham. Que um pouco de paciência e um bom uso dos instintos pode gerar bons lucros. Mesmo lucros financeiros.
O dia virou ginasta. Tinha dias que era em torno de 2:30h de viagem, estágio pela manhã e tarde, almoçar com alguém, aula, outra aula, ver atividades complementares, acompanhar a bolsa de valores, conversar com amigos, negociar uso de testes, marcar consulta, ir na minha consulta e ainda sobrava um tempinho para namorar. Dormir?
Descobri que existem amigos que vejo e até falo uma vez que outra durante o ano mas que vão dar tudo de si quando eu precisar. Assim como descobri que tem amigos que só querem a amizade nas horas boas, deusolivre fazer algo para ajudar.
É... 2009 foi o ano da reciclagem. Não digo no sentido de "vamos salvar o planeta". Quer dizer, neste também! Mas no sentido de reciclar pessoas. Quem vale a pena na vida e quem pode muito bem ser deixado de lado. E, olha: 99% daqueles deixados de lado não fazem mais falta alguma! E certamente tem o grupinho dos que deveriam ter sido reciclados em 2009, mas estes terão a oportunidade de trocarem de grupo ou poderão desfrutar de uma nova onda de reciclagem que está sendo agora mesmo agendada para 2010.
2009 certamente não foi o ano para fazer minhas paixões. Não tinha nem tempo nem cabeça para, por exemplo, desenhar. Nem sei como este humilde blog foi capaz de sobreviver. Enfim, algumas coisas tiveram de ser deixadas de lado.
E isto abre a próxima aprendizagem de 2009: Que não tenho como fazer TUDO que gostaria. Que preciso abrir mão de algumas coisas. Sim, parece banal, mas experimenta se dedicar intensamente a dois ou três planos ou sonhos para ver o que acontece com o resto das coisas que tanto se ama!
Sinceramente, tal descoberta me entristeceu muito.
Eu queria um dia maior! Queria mais tempo para fazer as coisas!
Mas este ano me mostrou que tempo é relativo. Eu fazia tanta coisa quando não tinha tempo para nada! E agora, férias, tanto tempo, nada sendo feito.
Maldita preguiça!
Será preguiça? Ou será ressaca de um ano agitado demais?
É, 2009 me tirou o fôlego.
Não posso dizer que foi ruim, apesar de terem acontecido muitas coisas ruins.
Está mais para bom. Bem mais para bom!
Foi o ano que mais cresci, mais conquistei coisas, mais amadureci, mais fiz a vida acontecer, mais fui à luta, mais me motivei, mais me dediquei, mais sonhei!
E isso tudo certamente pesa mais na balança que os contras, que o sufoco.
Foi um ano bipolar. E eu digo no sentido patológico da coisa. Mas foi mais para feliz do que para triste.
É... foi um ano bom.
Que venha 2010!
Mas, que por favor, venha um 2010 calmo, com tempo para respirar, sem tanta intensidade ou eventos. Um 2010 para me recuperar desse 2009 que quase acabou comigo. Um 2010 para descansar e recuperar o gás!

...

Duvido (MUITO)...




Postado por Ricardo Ceratti.

6 comentários:

Fabi disse...

sabe, muito provavelmente 2009 foi o ano que tomamos vergonha na cara. =)

eu não quero necessariamente calmaria. pode ser intenso. mas, por favor, feliz e leve!

RIP 2009. Vai com Deus

Henrique Abrantes disse...

Olá tudo bem? Eu sou do Grupo HAS e tenho interesse em colocar um banner no seu blog.
Na verdade seria uma troca, você colocaria um banner no meu blog e vice versa entre em contato comigo:
E-mail: has.25@hotmail.com
Blog: http://has02.blogspot.com

Helen disse...

Olá tudo bem? Eu sou do Grupo HAS (Helen Almeida de Souza)e tenho interesse em colocar um banner no seu blog (mentira).
Na verdade seria uma troca, você colocaria um banner no meu blog e vice versa, pagando apenas mil reais por mês, entre em contato comigo:
E-mail: helenzinhaws@hotmail.com
Blog: http://wait-till-tomorrow.blogspot.com

(ps.: saudade)

Helen disse...

Olha ali, o meu comentário da discórdia que eu te falei! LOL

Helen disse...

5 anos exatos (e 1 dia)

The Drunken Scientist disse...

Nossa, realmente teu comentário foi extremamente digno da reação que causou! ¬¬